Brasil

Jul 19

Como reagir?

Sempre que viajamos pensamos só no melhor,  mas as vezes o destino nos reserva algo maior, como uma doença ou um pé quebrado, quem sabe até os dois! Imprevistos, infelizmente não são esperados.

Na minha última viagem foi o que aconteceu, mas será que deixei de aproveitar por isso?

Claro que não! Sou do tipo de pessoa que tenta extrair o melhor de tudo sempre, e não vai ser um pé quebrado ou uma intoxicação que vai me mudar.

As coisas acontecem quando você menos espera, e comigo não foi diferente, sempre quero experimentar tudo que os lugares me oferecem.
Dessa vez fiquei num hotel maravilhoso chamado Summerville Beach Resort em Muro Alto-Pernambuco , com uma estrutura perfeita, e várias atividades iradas! Corri para aproveitar cada minuto e foi aí de cara que surgiu o primeiro imprevisto, quebrei o pé, ou melhor o dedo médio do pé!

imprevisto

Mas como?? Simples fui aproveitas as atividades, que até então estavam ótimas, tirando as pancadinhas de chuva que estava rolando na praia, mas que não me intimidaram, o problema foi o stand up paddle! Peguei a prancha e andei até onde o mar ficasse na minha cintura, subi como na prancha de surfe e ainda remei até mais fundo, até que fiquei de pé e com o remo fui mais para o fundo ainda, teoricamente MUITO fundo, certo? NÃO! Bem raso, aí que me danei , me desequilibrei caí com tudo no raso e puft bufth pummm, quebrei o bendito! Ainda com dor, fiquei na praia aproveitando o sol tímido que estava saindo e em seguida posto médico do Hotel .

Lá recebi atendimento, o dedo foi colocado no lugar e fiz uma atadura para dar firmeza. Imprevistos acontecem nas viagens infelizmente desta vez foi no primeiro dia e prejudicou um pouco minha mobilidade, mas não podia deixar isso me abater! Quando coisas assim acontecem temos que aproveitar o que nos restam, desde então  fiz coisas que priorizavam a parte de cima do corpo, andava com certa dificuldade, mas conseguia andar e me foquei em ficar na piscina, curtir a praia e fazer caiaque! Simm caiaque ainda podia! E sempre existe algo bom para fazer, deixar o mau humor tomar conta que não pode.

imprevisto_Viagem

Os dias foram passando e fui aproveitando o que dava, claro que é chato não ter 100% da sua capacidade para aproveitar, mas se fechar a cara, acaba não aproveitando nem 10% e aí viagem perdida!

Dessa vez o destino queria me testar! Mesmo com pé quebrado, fui todos os dias à praia, nadei com uma perna só, ficava no sol, quando ele aparecia (choveu bastante também! E não é porque está chovendo que vou deixar de ir à praia ou piscina, certo? Ou vocês deixam, quando viajam??) Andei nos corais, com cuidado extremo, sempre! Afinal com menos mobilidade a vigília tem que ser maior ainda! Tudo que podia e não podia fiz! O corpo eu cuidava mais quando chegasse em casa, até que…
Duas da manhã meu corpo começa a sentir certo enjoo, acordo e vou para o banheiro! Ahhh não, além do pé ainda fico doente?? Em uma única viagem?? Sempre rola um imprevisto mais dois assim para mim foi recorde! Passei a noite todinha passando mal, fui para enfermaria do hotel de novo, que provavelmente já deveria estar sentindo pena de mim! Tudo acontecia, não era possível, em quatro dias apenas, imagina numa viagem de um mês?  Pois é.

imprevisto_Viagem

Passei a manhã seguinte toda no quarto e a tarde, até à noite! Saí apenas para voltar à enfermaria e tomar remédios, o que pensar agora? Será que o mau humor já estava por vir? Não!!! Como sempre precisa ver o lado bom das coisas! Passar mal é sempre ruim, mas passar mal de frente para praia numa cama gigantesca e um bangalô lindo acaba sendo melhor, ainda mais quando o passar mal chega somente no último dia de viagem, tendo boas lembranças para te confortar.

Bem algo tinha que pensar, não podia deixar uma viagem tão gostosa (Sim! Mesmo com isso tudo foi ótima!) passar os últimos momentos sendo ruim!

O que fiz no último dia que só passei mal? Deixei para descanso e para pensar, absorver tudo que tinha passado, parei para pensei em como era bom poder viajar, que mesmo doente muitas pessoas gostariam de estar usufruindo da mesma oportunidade que eu, e por incrível que pareça, pensar nisso foi me melhorando, não deixei a doença vencer e mais para noite estava quase boa! Acordando no dia seguinte melhor ainda e quando chegou a hora de embarcar eu estar quase renovada.

Descobri um segredo incrível! Não se deixe abater! Sempre procure o lado bom das coisas, porque ele sempre tá ali e quando você o encontra, ele te puxa para cima e ajuda a melhorar mais rápido, porém se você deixar a doença vencer, já era, viagem mais que perdida! E pensando bem, se for para ficar de cara emburrada, deixamos isso para casa certo? Enquanto viajamos vamos é aproveitar!

E você? Quando fica doente na viagem, ou quebra algo, o que faz??

imprevisto_Viagem

Comments

comments

About the Author

Cristina Stilben

Quero conhecer o máximo que o Mundo tem a oferecer e agora tenho mais um motivo para sair viajando por aí! Afinal, agora que virei mãe, preciso apresentar o Mundo ao meu pimpolho! Amo poder inspirar pessoas a viajar, principalmente famílias.

Blog Cris Pelo mundo - contato@crispelomundo.com.br