América

buenos aires luciana gusmao
Set 27

Buenos Aires

A cidade de Buenos Aires, capital da Argentina, por muitas vezes é o primeiro destino internacional de muitos brasileiros. Seja pela proximidade, facilidade com a língua ou pelo fato de nossa moeda ser mais valorizada que o peso.

Buenos Aires

Nós amamos a cidade e achamos que tem ares europeus, principalmente o nosso queridinho bairro da Recoleta. A Recoleta foi construída por famílias ricas toda no estilo francês. Sendo assim, é conhecida por muitos como a Paris das Américas!!! Ou seja, temos uma mini Paris aqui pertinho e muitos não dão o devido valor (rs).

Tudo em Buenos Aires faz com que nos sintamos longe de casa mesmo distando menos de quatros horas de avião.

Seus Bairros

A cidade de Buenos Aires é super bem projetada. Seus quarteirões são bem definidos de modo que ruas paralelas terão a mesma numeração de acordo com o quarteirão.  Por exemplo, caso esteja no número 10 da Calle México e queira ir no mesmo número da paralela Calle Chile, saiba que eles estarão na mesma quadra. Desta forma, você não precisará mudar de rua e ficar perdido em busca do número que procura. Diga pra mim, isso é ou não espetacular?!

Os bairros que concentram a maioria dos pontos turísticos são: Centro, Puerto Madero, Recoleta, Palermo, Villa Crespo, San Telmo e La Boca.

Sendo assim, nossa dica para hora de fazer o roteiro é abrir o mapinha e separar os seus dias de acordo com os bairros. Assim fica mais fácil se locomover andando entre os pontos turísticos, economizando tempo e dinheiro.

Faremos em breve um post com o roteirinho completo. Porém, para matar um pouco da curiosidade de vocês vou falar como fizemos a separação. No primeiro dia fizemos a Recoleta e no segundo, Centro e Puerto Madero. No terceiro dia Palermo e Villa Crespo e no quarto San Telmo e La Boca. Já o quinto dia deixamos livres para fazer umas últimas comprinhas e ver o que faltava.

Transporte

A cidade de Buenos Aires é muito bem servida de transporte público e também muito fácil se locomover a pé.

Metrô e Ônibus

Buenos Aires possui diversas linhas de metrô (subte, como eles chamam) que conectam as principais avenidas, trem e ônibus. Com essas linhas e as conexões consegue-se chegar às principais atrações turísticas e zonas hoteleiras da cidade. Nas estações existem painéis que mostram os percursos e as possíveis combinações com ônibus e trens para chegar aos lugares.

Para usar o metro ou ônibus tenha em mente que você precisa comprar o cartão SUBE. O SUBE é como se fosse um bilhete único daqui. A diferença é que lá não é possível comprar a passagem em dinheiro, apenas com esse cartão.

Buenos Aires cartao sube

Existem vários pontos de venda do cartão SUBE espalhados por Buenos Aires. Sendo possível comprar nas próprias estações de metrô, nos Kioscos (lojinhas de conveniência tipicamente portenhas), casas lotéricas, entre outros.

O cartão custa em média 25 pesos (tem lugares que cobram mais caro) e não é necessário comprar um por pessoa. É isso mesmo pessoal, rola dividir o cartãozinho com a família.

Após comprá-lo é necessário efetuar a recarga de crédito, que pode ser efetuada no momento da compra ou em alguns dos milhares pontos de recarga. O valor a ser recarregado depende de quantos trajetos serão feitos e quantas pessoas irão usar, quanto mais trechos for usar mais barato fica o valor da passagem, confira certinho na hora de fazer a recarga.

Caminhada

Embora seja super fácil de andar e bem servido de transportes coletivos, Buenos Aires é uma cidade que te convida a caminhar. As ruas são lindas, bem arborizadas e repletas de construções belíssimas, tenho a certeza que você não vai se arrepender.

Além disso, Buenos Aires é cercada por parques e praças incríveis, principalmente nos arredores da Recoleta e Palermo, o que faz com que a caminhada seja extremamente agradável e turística.

Devido ao tipo de roteiro que fizemos, conforme contei para vocês, ficou muito fácil de andar e por isso fizemos praticamente todos os passeios a pé. Caminhávamos na ida e na volta pegávamos um uber ou táxi para retornar ao hotel. Super recomendamos essa experiência.

Táxi

Também é muito fácil usar táxi em Buenos Aires. Existem muitos carros espalhados pela cidade e o preço é bem barato comparado ao Brasil.

Muitas pessoas têm receio de usar pois, antigamente, era muito comum taxistas darem golpe em passageiros. Os golpes consistiam em uma corrida mais longa para ganhar mais ou dando notas falsas como troco. Além disso, também era comum, o turista entregar uma nota de 100 pesos e o taxista trocar por uma nota falsa e falar que o passageiro tinha tentado pagar com ela.

Buenos Aires arquitetura recoleta

Arquitetura Recoleta

As vezes que usamos não tivemos problemas, mas seguem algumas precauções que tomamos. Sempre pedíamos pro hotel pedir um taxi de “cooperativa”; levávamos dinheiro trocado pois notas baixas não são falsificadas, então não haveria como o motorista trocar a sua nota verdadeira pela falsa dele, bem como não haveria muito troco pra você receber. Por fim, antes de entrar no carro sempre jogávamos o destino no GPS pra ver qual caminho teria que ser feito e ao entrar no carro, me fazia de conhecedora do local, já indicando o caminho que queria fazer. Agindo assim, acho que não tem erro, porém fiquem sempre atentos.

Uber

O Uber também é uma ótima alternativa em Buenos Aires. Você usa o aplicativo que está no seu celular, o mesmo que usa no Brasil, sendo necessário apenas que tenha um cartão internacional cadastrado. Os valores são mais baixos que os dos táxis. Caso tenha medo de levar uma volta do motorista de táxi, com o uber isso não tem como acontecer. O preço vem cobrado em dólar no seu cartão e ainda assim vale super a pena.

Onde se hospedar

Há quem diga que é melhor se hospedar pelo centro. Porém, nós optamos e aconselhamos a hospedagem no bairro da Recoleta, por já ter tido experiência em ambos os lugares.

O centro embora esteja perto de muitos pontos turísticos e seja muito movimentado durante a manhã, na parte da noite fica muito deserto e não nos pareceu dos mais seguros.

Hospedagem Buenos Aires

A Recoleta é um bairro super central, fizemos grande parte dos passeios andando e partindo de lá. Além disso, também concentra muitos pontos de interesse, vida noturna, cafés incomparáveis e restaurantes maravilhosos. Saímos para jantar praticamente todas as noites pela Recoleta a pé e não tivemos nenhum problema, tudo sempre com muito movimento.

Além disso, o bairro tem aquele charme parisiense, é super arborizado e repleto de parques e praças lindas que vão roubar seu coração.

Moeda

Muitas pessoas perguntam sobre que moeda levar para Buenos Aires. O que vai responder a essa dúvida é a cotação do câmbio no período que você for.

O Real é aceito lá em muitos lugares, restaurantes costumam sempre aceitar, porém a conversão não é das mais amigáveis. O mesmo ocorre com o dólar. Num lugar ou outro você consegue uma cotação mais valiosa, porém não achamos que compense arriscar, mas numa emergência caso os seus pesos acabem saibam que não vão passar fome (rs).

Na época em que o mercado de câmbio na argentina era fechado, e os locais não podiam comprar dólares ou reais, esse tipo de conversão era mais favorável. Entretanto, hoje não é mais assim, então pagar em dólar ou real direto não costuma mais compensar financeiramente.

Aqui no Brasil a cotação para compra de peso não costuma ser favorável. Além disso, costuma não ser muito fácil encontrar disponibilidade da moeda por aqui. Então, o aconselhável é levar real ou dólar e fazer a troca por lá.

Qual das moedas levar vai depender do período, de acordo com o câmbio do real e do dólar. Por mais que o dólar renda mais pesos que o real, não podemos esquecer que dependendo da época a cotação do dólar fica muito alta para o real, então não compensa fazer duas conversões, sendo mais fácil troca direto o real. Porém, como eu já disse, tudo vai depender do período.

Câmbio Oficial ou Câmbio Paralelo?

Chegando em Buenos Aires você terá duas opções. A primeira é trocar pelo câmbio oficial, Banco La Nación, que você encontra dentro dos aeroportos inclusive. A segunda é optar pelo câmbio paralelo (não oficial), que são resquícios do período em que a economia era fechada.

Nas casas de câmbio paralelo você deverá tomar certas cautelas. Embora a cotação normalmente seja bem vantajosa que a do La Nación, tem que verificar se as notas são verdadeiras. Afinal, depois você não terá com quem reclamar.

Andando pela Calle Florida o que você mais vai encontrar são pessoas oferecendo câmbio. Eu não confiaria. Só troque em câmbio paralelo caso já tenha tido alguma indicação de pessoas que tenham feito com aquela “empresa”.

O que nós fizemos?

Nós trocamos com a agencia Câmbio Mais Brazucas. É uma agência de brasileiros que vi sendo super recomendada na internet e por isso resolvi trocar com eles. Conversamos sempre pelo facebook e tudo correu super bem. A vantagem é que eles entregavam no hotel sem custo. Ou seja, levaram no meu hotel na hora que cheguei, o que foi uma bela mão na roda.

Buenos Aires Recoleta

Recoleta, bairro que nos hospedamos

Uma cautela que tivemos foi a de comprar canetas que conferem notas falsas aqui no Brasil. Nós compramos na loja Kalunga, e levamos para conferir as notas. Porém, a própria loja levava uma caneta para fazermos a conferência.

Nossa experiência com a troca de câmbio foi muito boa. Já indicamos também a diversos amigos e seguidores que também gostaram do serviço. Entretanto, por não ser um serviço regulamentado, sempre aconselho a levar a canetinha e fazer sua própria conferência. Além disso, também acho mais seguro essa forma de entrega no hotel, assim você estará num ambiente seguro pra você e não numa loja qualquer escondida.

Principais Pontos Turísticos

Nesse primeiro post vamos citar os principais pontos turísticos de Buenos Aires. Assim, vocês já tem uma ideia do que é imperdível por lá. Aí, nos posts sobre o roteiro detalho melhor sobre cada lugar, combinado?

– Floralis Generica

Buenos Aires floralis generica

– Faculdad de Derecho
– Museo Nacional de Bellas Artes
– Plaza Francia
– Cemitério da Recoleta
– El Ateneo
– Obelisco
– Teatro Colón
– Plaza Mayo
– Casa Rosada

Buenos Aires Casa Rosada

– Catedral Metropolitana de Buenos Aires
– Congresso
– Cabildo
– Puerto Madero

Buenos Aires Bairro Puerto Madero

– Puente de La Mujer

Puente Mujer - Puerto Madero

– Calle Florida
– Galerías Pacífico
– Bosques de Palermo/Parque 3 de Febrero (Jardim Japonês, Jardim Zoológico, Rosedal e Planetário)
– Hipódromo de Palermo

Buenos Aires Hipodromo

– Outlets de Villa Crespo
– Feira e Mercado de San Telmo
– Estatua da Mafalda

Buenos Aires Feira de San Telmo - Mafalda

– La Bombonera
– Caminito

Buenos Aires Caminito

 

Curtiu minhas dicas?? Segue a gente no instagram!! Só clicar aqui.

Veja aqui as dicas da Cris pela Argentina!
Não deixe de seguir o blog no Instagram e curtir todas as nossas viagem em tempo real.
Ou viajar junto conosco em nossos vídeos no YouTube! 

About the Author

7 Comments

  • Ana 27/09/2017 Reply

    Muito útil !!! Até fiquei empolgada para retornar e conhecer mais a cidade

  • Alexandre Sias 27/09/2017 Reply

    Belo trabalho sobre Buenos Aires…adorei…bem profissional.

  • Paula Medina 27/09/2017 Reply

    Lu, amei o post!!! Ficou ótimo e cheio de dicas! 🙂

  • Solange Imenes 27/09/2017 Reply

    Texto muito bem escrito, rico em detalhes. Parabéns!!

  • Cinthia Ferreira 29/09/2017 Reply

    Nossa, muito obrigada pelas dicas! Estou doida pra voltar em Buenos Aires e com certeza o seu post me fez ficar com muito mais vontade!rs Ja tinha lido outros blogs sobre Buenos, mas as suas dicas são diferenciadas! Obrigada!

  • Ana Paula Cambraia 09/10/2017 Reply

    Nossa, estava super precisando dessas dicas! Muitos detalhes pontuados super bem!! Obrigada, e parabéns, Luciana!

  • Roteiro de 5 dias em Buenos Aires – Viagens Pra Casal 02/11/2017 Reply

    […] escrevi um post sobre as principais Dicas de Buenos Aires, clique aqui pra ver tudo que você precisa saber para curtir a nossa amada vizinha […]

Leave a Comment

Blog Cris Pelo mundo - contato@crispelomundo.com.br

%d bloggers like this: