Mercado Municipal de Aracaju.

Imersão na cultura sergipana!

Eu sou uma eterna apaixonada pelos mercados municipais, esses lugares são a tradução dos costumes locais, gostos, cheiros, roupas, maneiras de agir, tudo em um só lugar. Nada melhor do que começar uma viagem conhecendo, mergulhando de cabeça na cultura local e entrando no clima.
Foi assim que comecei a minha viagem que nos reservou surpresas e coisas incríveis, espero contar tudo para vocês, cada pedacinho, e que curtam junto comigo tanto quanto eu curti.
O mercado municipal de Aracaju é um pouco diferente dos demais que já visitei, são três na verdade, é um complexo enorme com uma praça entre eles, eu achei incrível a organização do local!
MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (1)
Uai, mas porque três?? O segundo complexo, o Thales Ferraz, veio na década de 40 com o crescimento da capital, já que o Mercado Antônio Franco já não estava dando vazão à feira de Aracaju, sendo necessária a construção do mercado Auxiliar. Foi assim que nasceu em 26 de agosto de 1949 o Mercado Thales Ferraz, juntando-se ao Antônio Franco, mais tarde veio o terceiro, o Albano franco, inaugurado 15 de setembro de 2000.
Primeiro fomos ao Antônio Franco, onde vende-se peças de artesanato, vestimentas, calçados e tudo mais que você possa imaginar para levar de bibelô para sua casa, achei encantador e fiquei bemmm tentada a comprar uma caipira

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (6)

linnndaaa que estava exposta em uma das barraquinhas, mas me contive, porém não tanto assim e acabei comprando uma priquitinha para meu filhote, olha que lindo ele ficou, um verdadeiro nordestino!
Ahh você não sabe o que é priquitinha?? Sabe aquelas sandálias de couro? Pois é, em Aracaju a chamam de priquitinha, rs achei o máximo e o #bbpelomundo curtiu demais a dele, foi R$ 15,00 com desconto a vista, gostei do preço!

Seguimos pelo mercado e fomos parando em várias barracas, adoro lembrancinhas, comprei dois lápis, um com enfeite de Maria Bonita e outro de Lampião, os dois tinham escrito Aracaju no chapeú, rsrs São bobeirinhas, mas que eu amooO! Custaram R$5,00 os dois.
Continuei seguindo e parei numa barraca com um monte de coisas engraçadas, meu Deus, fui até pega numa pegadinha, chegue lá e pergunte pelo bonequinho que só quer saber de pinga e depois peça para fazer o bafômetro, não vou te contar o que acontece não, oxê! Divirta-se também e pegue seus amigos.

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (7)

Curti demais essa parte, conversei com o Careca que trabalha no mercado há 65 anos vendendo artesanato, objetos para decoração e utensílios de cozinha. Participou de todas as reformas e melhorias do local e é um poço de história. Também conheci o box do cordel do poeta João Firmino Cabral, onde podemos mergulhar na cultura nordestina, dos cordéis. Hoje quem toma conta é seu filho.

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (8)

De lá passamos pelo corredor das flores, que nos liga ao segundo mercado, o Thales Ferras, onde podemos encontrar comidas e qualquer tipo de animais e crendices, com folhas e ervas, local ótimo para experimentar doces típicos da região, não preciso nem falar que enfiei o pé na jaca, né? Provei pé de moleque,

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (12)

que é completamente diferente do Rio, meio salgadinho, molinho, envolto na folha de bananeira, o Beiju molhado foi o meu preferido, e o mal casado.. rsrsrs doce ou salgado! São diversas opções! É clarooo que também experimentei e comprei um monte de castanhas de caju, que eu amooo!

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (13)

Comprei na natural e da doce, hmmmm também experimentei rapadura de caju, queijos e diversos produtos maravilhosos da região! Só ali devo ter engordado uns dois quilos, e quem disse que eu queria sair?? Rs
O passeio continuou e passamos pela Praça Hilton Lopes, local que acontece o famosíssimo Forró Caju, eita São João, quero te conhecer! Alias, alguém aí já conheceu algum do Nordeste?? Sou louca para ir, um belo motivo para voltar e ver todaaa festividade do lugar, onde acontecem shows, quadrilhas, quentão e tudo que tem direito, o local muda completamente e fica lotadooo!
Atravessamos a praça e demos de cara com o último edifício do complexo, o Albano Franco, gigante cheio de frutas, pimentas e tudo que tem direito, bemm organizadinho e bonitinho, um cheiro maravilhoso de fruta e um colorido de encher os olhos. Bem, as pimentas não preciso nem falar, precisa ser CABRA DA PESTE para provar.

MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU crispelomundo crisstilben (15)

O cuidado das garrafinhas decoradas, são um mimo, até quem não curte pimenta vai querer levar só para enfeitar a casa, rs e tem também as cachaças, uma com nome mais criativo que o outro. Sem contar que é lá também que ficam os artigos frigoríficos, vai um caranguejo aí?? Segundo os sergipanos comer caranguejo, é uma terapia! Mas se você não tem muita prática e está com fome, rs acaba sendo o inverso!
O Nordeste tem disso e de inicio já consegui sentir a alegria que paira no ar, povo alegre, vida leve, tranquila e feliz, com certeza minha passagem por aqui está abençoada e vou trazer além de muitas lembrancinhas, lembranças maravilhosas para vida e aprendizado para o #bbpelomundo
Afinal vem curtir Aracaju comiiigo!

Le contenu vous plaît ? Partagez-le !

Supermarché à Amsterdam -

Arubinha - Rio de Janeiro.

Arubinha - Rio de Janeiro.

Les bienheureux - Carnaval de Salvador.

Carnaval à Salvador.

Noël au Portugal

Ajouter un commentaire

Votre adresse électronique ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont marqués *